top of page

Tudo o que você precisa saber sobre distúrbios da articulação facetária


dor articulação facetária

As articulações facetárias desempenham um papel fundamental na estabilidade e flexibilidade da coluna vertebral, conectando as vértebras.


No entanto, podem surgir distúrbios nessas articulações que resultam em dor e desconforto na região lombar.


Esses distúrbios podem ser atribuídos a várias causas, incluindo:

  1. Envelhecimento: Com o tempo, as articulações facetárias sofrem desgaste natural, levando à dor.

  2. Traumatismo: Lesões decorrentes de acidentes, como colisões automobilísticas ou atividades esportivas de alto impacto, podem danificar essas articulações e causar dor crônica.

  3. Artrite: Condições artríticas, como osteoartrite e artrite reumatoide, podem desencadear inflamação e dor nas articulações facetárias.

  4. Outras Condições: Distúrbios como espondilose anquilosante e síndrome de Marfan também podem contribuir para problemas nas articulações facetárias.

Os sintomas associados a distúrbios nessas articulações podem variar de pessoa para pessoa e incluem:

  • Dor na coluna: A dor é o sintoma predominante, podendo ser aguda ou crônica e agravar-se com movimentos, tosse ou espirro.

  • Rigidez nas costas: A rigidez pode dificultar o movimento da coluna.

  • Parestesia: Sensações de formigamento, dormência ou agulhadas na coluna podem ocorrer.

  • Dores de cabeça: Em alguns casos, distúrbios facetários podem desencadear dores de cabeça.

O diagnóstico dos distúrbios facetários baseia-se na avaliação da história clínica do paciente, na ressonância magnética e tomografia computadorizada.

O tratamento dos distúrbios da articulação facetária é adaptado à causa subjacente e à gravidade dos sintomas.


As opções terapêuticas incluem:

  1. Medicamentos: O uso de medicamentos como anti-inflamatórios não esteroides (AINEs), analgésicos e relaxantes musculares pode proporcionar alívio da dor e desconforto.

  2. Fisioterapia: A fisioterapia desempenha um papel essencial na melhoria da força muscular e da flexibilidade da coluna.

  3. Injeções: Injeções de esteroides ou anestésicos diretamente nas articulações facetárias podem ser eficazes no alívio dos sintomas.

  4. Cirurgia: A cirurgia é uma opção reservada para casos raros em que outros tratamentos não surtem efeito.

A prevenção de distúrbios da articulação facetária é crucial, e algumas medidas incluem:

  • Manter um peso saudável: Evitar o excesso de peso ajuda a reduzir o estresse nas articulações facetárias.


  • Exercício regular: A prática regular de exercícios fortalece os músculos da coluna e melhora a flexibilidade.


  • Levantamento seguro de objetos: Ao pegar objetos pesados, é importante usar os músculos das pernas e manter a coluna ereta para evitar lesões.


  • Evitar atividades que causam dor: Se você sentir dor na coluna, é aconselhável evitar atividades que a agravem.

As articulações facetárias desempenham um papel crucial na estabilidade e mobilidade da coluna vertebral, mas distúrbios nessas articulações podem causar dor e desconforto significativos. Esses distúrbios podem ser desencadeados por envelhecimento, traumatismos, artrite e outras condições médicas.


O tratamento varia de acordo com a causa e a gravidade dos sintomas, podendo incluir medicamentos, fisioterapia, injeções ou cirurgia. A prevenção, através da manutenção de um peso saudável, exercícios regulares e levantamento adequado de objetos, é essencial para preservar a saúde das articulações facetárias e evitar futuros problemas na coluna vertebral.

Comments


bottom of page